AEROPORTO DE RIO BRANCO NO ABANDONO

Publicado: 27/08/2009 em cidadania

Meus caros leitores, não dá para segurar sem escrever. O Aeroporto Plácido de Castro (ex-Internacional) de Rio Branco tá um caso seríssimo, pior que muitas Estações Rodoviárias deste país.
As fotos comprovam. Melhor que isso só passando lá durante um desses dias quentes, que acontecem 360 dias por ano na Região Amazônia. Pasmem, não existem condicionadores de ar para os clientes e funcionários do aeroporto e o telhado parece ser de zinco.

De acordo com depoimentos de alguns funcionários (pediram para não serem identificados), nesta quarta-feira (26/8), as reclamações por conta do calor são constantes e diárias, mas a Infraero não faz nada. Ar condicionado só na sala de embarque.
A fonte me informou que a notícia que está circulando no aeroporto é que o gerente ou superintendente da INFRAERO de Rio Branco e o de Porto Velho serão permutados. Vamos ver se isso vai funcionar. Equanto isso não acontece, veja as fotos da “sauninha à seco”. O único elevador existente não estava funcionando nesta quarta-feira (26).
O calor e ausência de circulação é o habitat natural dos vírus como Influenza A (H1N1), dentre tantos outros. Não sou médico e nem perito, mas creio que é uma questão de saúde pública.
O Ministério Público do Trabalho está com a palavra. O meio ambiente do trabalho dos funcionários do Aeroporto Plácido de Castro, de Rio Branco, merece uma tenção especial.
Este blog desde maio vem alertando quanto ao descaso.
Anúncios

Obrigado pelo seu acesso e comentário! Divulgue aos seus amigos. Nosso Twitter @_celsogomes_

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s