Discriminação, Mayara Petruso e educação

Publicado: 05/11/2010 em cidadania

A mídia mundial caiu sobre a cabeça da estudante do 7º período do curso de direito Mayara Petruso que provou não conhecer a realidade do país em que vive e seu aprendizado no curso de direito a tirou do “chão”, talvez por ser uma “patricinha”. O que coloca em dúvida a sua habilidade em tratar as adversidades do cotidiano, especialmente no ramo profissional que escolheu para graduação, área jurídica.

No país a discriminação está presente em várias situações. A desigualdade social no Brasil precisa ser atacada com investimentos fortes na área da educação, ciência e tecnologia.

O Presidente Lula, retirante nordestino, sabe disso, e criou uma série de ações necessárias, que inevitavelmente se reverte em voto. Mas não basta criar e manter tantos vales e programas como bolsa família, bolsa isso, bolsa aquilo, é necessário que de forma gradual e simultaneamente sejam substituídos por oportunidades aos jovens. Não somos mais o país do futuro, o futuro já chegou. Somos 185 milhões de brasileiros.

Anúncios
comentários
  1. O país tem que acabar com as verdadeiras “fábricas de aneis”, espalhadas em todas as regiões, e firmar um pacto pela melhoria da educação, inclusive a doméstica e a profissionalizante. Por que não há nada pior do que os milhares de analfabetos funcionais que o IBGE não consegue mensurar!

Obrigado pelo seu acesso e comentário! Divulgue aos seus amigos. Nosso Twitter @_celsogomes_

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s