Porto Velho: Eleitores inconformados com os políticos profissionais apostam em nova alternativa de poder

Publicado: 02/11/2016 em cidadania

urna_eletronica_confirmaCom o resultado destas eleições de 2016 ficou a impressão que os eleitores começam a despertar de verdade para uma renovação, de uma forma mais explícita em Porto Velho, capital rondoniense, com a eleição de um novato para assumir a prefeitura a partir de janeiro de 2017.

Hildon Chaves, ex- promotor e empresário, entrou de cabeça numa campanha que sonhava tão somente iniciar sua carreira política e se tornar mais conhecido da grande massa, em uma disputa com outros seis candidatos, com grupos fortes os apoiando, seria uma tarefa nada simples, afirmou prefeito eleito.

Os ventos sopraram, sopraram e com estratégias interessantes nas mídias sociais, aquele idealista pouco conhecido pela grande massa, começou a sentir que dava para ir mais longe, mas não imagina o quanto.

Superou as adversidades, as tensões dos debates em instituições de ensino e emissoras de televisão e rádios, e seguiu adiante, conquistando o primeiro lugar no primeiro turno, mesmo diante de candidatos tidos como favoritos.

No segundo turno, tendo como adversário o deputado estadual Léo Moraes (PTB) é retomada a campanha nas ruas, nas comunidades, distritos, além de novos debates.

O desrespeito à ética e aos cidadãos telespectadores tomou distância do ideal e da urbanidade. Para aqueles que compreendem um pouco mais de política e de que algo precisava ser mudado, devem ter percebido que a velha fórmula da política partidária caía na vala comum, mas a esperança do cidadão trabalhador não deveria esmorecer.

Para surpresa de todos, e ainda maior por parte de Hildon, estava eleito prefeito de Porto Velho com 65,15% dos votos, uma coligação de apenas dois partidos, o PSDB e PSDC, que ganhou repercussão no cenário nacional entre as cidades com dois turnos de votação.

Com mais de 148 mil votos, a população escolheu Hildon Chaves para governar o município de Porto Velho pelos próximos quatro anos, a partir de janeiro. O segundo colocado que obteve mais de 79 mil votos, deputado estadual Léo Moraes, retoma seus trabalhos na Assembleia Legislativa.

Anúncios
comentários
  1. Edgard Manoel disse:

    Texto preciso grande Celso.
    Acredito também que o Dr. Hildon surfou na onda da indignação do eleitor com os políticos profissionais. O mesmo ocorreu em Ariquemes e São Paulo.
    Agora vamos torcer para que os eleitos honrem os votos recebidos.
    Abraços.

    • Caro Edgar,
      Obrigado pelo comentário, perfeita a sua análise. Agora a responsabilidade está com os eleitos. Caso não correspondam, daqui 4 anos que sejam trocados
      Novamente.

  2. Andrea disse:

    Tempos de renovação meu nobre amigo assim quero crer .. AMBS

Obrigado pelo seu acesso e comentário! Divulgue aos seus amigos. Nosso Twitter @_celsogomes_

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s