Arquivo da categoria ‘Cidade’

Na adolescência queremos normalmente mudar o mundo, ou pelo menos fazê-lo melhor, e a inquietação nos leva a criar alternativas e atitudes, que seguidas para o bem é sempre muito salutar e representativa, que deixa algum legado de aprendizado para gerações. Um desses legados é a Banda KM7, que teve sua história contada em trabalho de conclusão de curso após 30 anos, na cidade de Criciúma.

Porque estou escrevendo isso? Porque uma dessas inquietações que tivemos lá na década de 80 em Santa Catarina, em meio a tristeza da morte do beatles John Lennon, reunimos cinco amigos criamos uma banda para homenagear os Beatles, e ao agradar os amigos e público, a banda, que inicialmente se chamou Gota D’Agua, passou a levar mais a sério uma trajetória que se iniciou em 1981, no distrito de Rio Maina, Criciúma-SC.

12509168_949883358399856_8856665224612004572_n-1Embalados pelo Rock’n Roll de outras bandas como Led Zeppelin, Deep Pourple, Rush, Rolling Stones etc, os membros da banda, que em 1986 já tinham composições próprias, seguiram para o Rio de Janeiro para a gravação do primeiro disco, onde a banda passou a se chamar KM7. Projeto que contou com o apoio integral do jovem Luiz Gomes.

Com uma agenda bem concorrida passou a tocar em eventos importantes em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, trajetória que durou até o final do ano de 1988 e deixou um legado, por ser a primeira banda de rock do sul de Santa Catarina a lançar um disco autoral, em meio as dificuldades que se tinha à época.

A banda teve duas formações a primeira com Joelson Ronsani(baixo), José Wilson (guitarra solo), Giovani Medeiros (guitarra), Celso Gomes (bateria) e Clóvis Michels (Vocais e Sax) e a segunda que como power trio, com Joelson, Celso e Lizardo Lopes (guitarras), com algumas participações da vocalista Cibele Palmas.

12507363_949883621733163_354628314727715430_n

O tempo passou, se foram 30 anos, e pelo visto a banda ainda faz parte da memória de muita gente, para a alegria de todos nós da KM7.

Um trabalho de conclusão de curso da acadêmica Tatiana Feltrin Mondardo Scotti, do curso de História do Centro Universitário Leonardo Da Vinci, trouxe a grata surpresa de resgatar boa parte da história do “Rock Pirita” como ela denomina, falando do rock dos anos 80 na cidade de Criciúma, sul do estado de Santa Catarina.

img_5261

Tatiana tirou nota 10 no TCC, ressalta que não foi fácil garimpar e resgatar informações da época, mas conseguiu contatos, e concentrou em três bandas, além da KM7 falou também de outras duas, a Anéis de Saturno e Pilares do Paraíso.

No dia 26 de dezembro de 2016 ela fez a entrega de exemplar do TCC a nós, e não poderíamos deixar de fazer mais um registro importante. Tati falou ao Blog em vídeo onde falou com muita satisfação de ter conhecido um pouco mais a história daquelas bandas que fizeram tanto , mesmo em meio as dificuldades da época, “mas o importante é que consegui concretizar este trabalho de resgata cultural, e as pesquisas não param por aí”, disse a historiadora. (mais…)

Anúncios

Muitas pessoas ainda passam por grandes dificuldades decorrentes da enchente do Rio Madeira. Crianças, idosos, adolescentes e pais e mães de família ainda sentem na pele o que é dificuldade.

Momento de reflexão em especial a todos os representantes políticos de nossa região. Estamos a poucos dias do início de mais uma campanha eleitoral em que a população deverá no dia 5 de outubro próximo eleger seus Deputados, estaduais e federais, Governador, Senador e Presidente da República, portanto é de suma importância compreender a importância do precioso direito do Voto.

 

web kbça 600 IMG_7806

O empresário da construção civil de Porto Velho, Pepeu Ferreira, destacou que o poder público precisa aprimorar sistema de licitações para evitar obras paralisadas e o desperdício de dinheiro público, durante entrevista aos ouvintes do quadro “Café Notícia na sua Casa”, da Rádio Boas Novas AM, nesta sexta-feira (12), no bairro Agenor de Carvalho, em Porto Velho (RO).

Esta foi a quarta edição do quadro do Programa Café Notícia, transmitido ao vivo direto da casa do ouvinte todas as sextas-feiras. Nesta sexta esteve na residência da senhora Raimunda Botelho, no bairro Agenor de Carvalho. A equipe do programa foi recepcionada pela professora Carla Adriane e Joelma Botelho, filhas de dona Raimunda, além do genro Pepeu D. Ferreira.

viadutoPepeu é empresário do ramo da construção civil em Rondônia, e ao falar das obras inacabadas, que até a imprensa nacional já veiculou, como dos viadutos (Elevados) na BR 364, além de outras obras em porto Velho e no interior de Rondônia. Empreiteiras são contratadas, constroem o asfalto mas não as pontes, e, ainda, no caso de Porto Velho, a ponte sobre rio Madeira saída para Humaitá (AM), que está com o cronograma atrasado por lentidão em processo de desapropriação e assentamentos dos ribeirinhos que ainda vivem na área.

O empresário fez um alerta quanto às licitações. É necessário levar em conta a solidez da empresa prestadora dos serviços, preços, prazos e sobretudo a qualidade dos materiais e da mão de obra a serem aplicadas, do contrário o contribuinte continuará pagando um preço muito alto sem que haja o efetivo retorno, concluiu Pepeu Ferreira.

web 600 ponte RioMadeira Fco EspiridiãoCarla Botelho, professora, destacou que o Bairro Agenor de Carvalho em sua grande parte é serviço de ruas asfaltadas, está bem servida de escolas, mas que há muitos locais da Capital ainda precisam de atenção do poder público. Na educação municipal afirmou que o Secretário de Educação, Marcos Rocha tem envidado todos os esforços para melhorar, e já é possível sentir alguma evolução, o processo é lento mas é preciso dedicação e empenho de todos da área, concluiu Carla.

O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 7 às 7h30, pela Rádio Boas Novas AM 660 Khz, líder de audiência na Capital do Estado, conforme pesquisa divulgada recentemente pela mídia eletrônica. Apresentação dos jornalistas Celso Gomes e Waldir Costa, com apoio técnico de André Garcia. Ouça: http://www.rbn-pvh.com.br

Fonte: Assessoria

Twitter: @_celsogomes_

Posto Policial

Posto Policial

O bairro Nacional, a zona Norte de Porto Velho recebeu na sexta-feira, dia 05 de abril, a equipe do programa Café Notícia, pela Rádio Boas Novas AM. Um dos bairros mais antigos de Porto Velho e, segundo os moradores, carrega uma triste história de problemas crônicos, mas a falta de segurança pública ostensiva ainda é o maior problema, além do transporte coletivo e saúde de qualidade.

web Eurides IMG_7708

Moradora Eurides Frota desabafa e pede melhorias

Com cerca de 20 mil habitantes e uma avenida, chamada de estrada do Belmont por onde passa as riquezas do Estado, com dezenas de pontos comerciais, igrejas, quadra poliesportiva, mas vive aterrorizada pelas ondas de assaltos, disse a moradora Eurides Frota.

Segurança Pública

A maior reclamação dos moradores é com a falta de segurança pública. O bairro conta com apenas um Posto Policial, porém raramente está aberto para atendimento e nossa equipe registrou na manhã de sexta-feira, pessoas esperando atendimento e o posto fechado (foto). “Um acompanhamento melhor pela segurança pública é de grande importância”, ressalta Charles de Souza, comerciante.

A convite dos moradores a produção do programa levou o quadro “Café Noticia na sua casa”, até a Estrada do Belmont esquina com a Rua do Canil e possibilitou aos moradores falarem ao vivo sobre as dificuldades que são enfrentadas diariamente.

web Donildes IMG_7685

Dona de casa Donildes Cordeiro

O bairro possui uma Unidade Municipal de Saúde da Família, denominada Dr. Ronaldo Aragão, mas segundo, Donildes Cordeiro, que é dona de casa, cada vez que precisa de atendimento médico tem que recorrer à Policlínica Ana Adelaide no bairro Pedrinhas, por falta de atendimento na Unidade do bairro.

 “Beco”

As crianças enfrentam algumas dificuldades para irem até a escola por um corredor entre as casas. A precária passagem já não existe mais, quando chove fica impossível o acesso por conta do alagamento.

 Usina de Asfalto

O Governo do Estado está implantando uma Usina de Asfalto, o que traz uma grande esperança para os moradores e sitiantes, com a possibilidade de asfaltamento do acesso e escoamento de produtos pela Estrada do Belmont cujo acesso continua precário, afirmou Charles de Souza, cabeleireiro.

Do encontro no bairro participaram a esteticista Marcilene Frota, o servidor público e radialista Josué Miranda, Edileuza Costa e os estudantes universitários Iury Melo e Thaísa Vasconcelos. O programa é apresentado pelo jornalista Celso Gomes e Waldir Costa, com apoio técnico de André e Jean Ribeiro.

O programa foi ao ar de segunda a sexta-feira, das 7 às 7h30, ao vivo, pela rádio Boas Novas AM 660 Khz, e o quadro “Café Notícia na Sua Casa” acontece às sextas vai aos bairros, para atender os convites ouvintes da emissora. Com a palavra o Poder Público Municipal e Estadual.

Unidade de Saúde

Unidade de Saúde

Acesso das crianças a uma Escola

Acesso das crianças a uma Escola

Estudante Yuri Mello participa da atividade

Estudante Iury Melo participa da atividade

web eurides e thaisa IMG_7763

Dona Eurides e a acadêmica Thaísa Vasconcelos

Charles ressalta a importância do programa no Bairro

Charles ressalta a importância do programa no Bairro

web geral IMG_7761

Fonte: Assessoria / fotos: Thaísa Vasconcelos

http://www.blogdocelsogomes.wordpress.com

Twitter @_celsogomes_    /  celsopvh@gmail.com

O programa de Rádio Café Notícia, veiculado de segunda a sexta-feira pela Rádio Boas Novas de Porto Velho tem inovado e ido até a casa do ouvinte, edição do dia 22 de março foi na casa da senhora Elisabete Araújo, no bairro Cohab, zona Sul de Porto Velho.web cabeça legenda IMG_7550

Com o quadro “Café Notícia na sua Casa” o programa de rádio abre o canal para o ouvinte falar ao vivo como estão se sentindo, e a dona Bete ressaltou o abandono do poder público e falta de atendimentos de necessidades básicas como água encanada e saneamento básico, além de esgoto à céu aberto (foto),  na rua do Lírio e outras ruas do bairro Cohab.

web elizabete IMG_7531Uma senhora com mais de 66 anos recebeu a equipe do programa com filhos e netos e vizinhos, como Maria Auxiliadora Dias, Cláudio Marzo, Tereza Martins, Darcilene Souza, Vânia, Bruna Oliveira e Reginaldo Kuite.

As pessoas interessadas em ter o programa na sua casa, deverá ligar das 7 às 7h30 de segunda a sexta-feira para o telefone 3224-1887 e falar com a produção do programa Café Notícia ou pelo e-mail cafenoticiapvh@gmail.com.

A apresentação do programa é do jornalista Celso Gomes e comentários do jornalista Waldir Costa, com apoio técnico de André e Jean Ribeiro.

Fonte: Assessoria

web entrevista rua IMG_7504

web IMG_7530 familia

web rua IMG_7556

IMG_7544IMG_7538

web 700 Café Noticia na minha casa 1 neuza

Há alguns meses apresentando o programa Café Notícia, na Rádio Boas Novas AM 660 Khz de Porto Velho, neste caso em substituição ao colega Marco Wolff,  na companhia do colega veterano no jornalismo Waldir Costa tem sido uma experiência muito rica. Mas nesta semana ousamos um pouco mais, criamos um quadro “Café Notícia Na Minha Casa”, ou seja,  sair do imaginário das pessoas e ir até sua casa, abraçá-las e tomar o café juntos, além de um bate-papo ao vivo, um presente a todos os demais ouvintes.

Na sexta, dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, foi na casa da dona Neuza Marques da Silva, que reside no bairro Caladinho, na Capital de Rondônia.  Além de ouvinte assídua D. Neuza presta um relevante serviço social para a comunidade mais carente daquele bairro. Uma pessoa humilde e que mesmo assim, pensa e ajuda os mais necessitados. Sempre contando com colaboração de outros voluntários como de dona Luzia, Ilza, Delcilene, Valda, Ilza e seu Antônio.

Poder conhecer um pouco mais da realidade dos bairros de Porto Velho  é muito gratificante, ao mesmo tempo que nos deixa triste pelo estado de abandono pelo poder  que podemos constatar.  Temos que ter muitas Neuzas, muitos Antônios para dar conta de cobrar melhorias e condições dignas para nossos cidadãos.

O próximo “Café Notícia na Minha Casa” poderá ser na sua casa em Porto Velho.  Mande um SMS para (69) 8111 1151 com seu nome e mensagem Café na Minha Casa, que nossa produção fará contato. Ao vivo de segunda a sexta-feira, das 7 às 7h30 na AM 660 Khz.

by Celso Gomes

Tem algo estranho no ar, e não é avião

Uma campanha para escolher o prefeito da Capital do Estado de Rondônia (Porto Velho), sem debates pelas TVs e Rádios, com candidato preso por duas ou três vezes, não porque é santo, e ainda por cima, as pesquisas no mínimo estranhas também, uma muito diferente da outra. Qual a que se aproxima mais da realidade? Como fica a cabeça do eleitor que não está tendo a oportunidade de confrontar as propostas, os contrapontos dos debates acerca dos temas mais importantes na vida da população?

O que será de Porto Velho….

Quantas coisas que precisam ser debatidas, a exemplo dos destinos das compensações das Usinas do Madeira; a falida saúde pública; soluções responsáveis para o trânsito e transporte público de Porto Velho, com terminais de integração; alternativas para melhorar a produção e seu escoamento pelos micros e pequenos agricultores; a possível criação das subprefeituras; estudos para implantação de ciclovias como uma das alternativas para a população trabalhadora; criação de ouvidoria-geral do Município; o combate às drogas e à corrupção; estudos para que os processos licitatórios sejam transparentes e bem elaborados, para evitar sangrias de recursos públicos, dentre centenas de outras necessidades da nossa cidade.

Hora da escolha…

O povo de Porto Velho terá mesmo que escolher o candidato só baseando-se em volume de campanha nas avenidas e mídias, ou seria possível dar oportunidades iguais aos oito candidatos para que os cidadãos conheçam o que pensa e defende cada um deles?

Nos últimos pleitos eleitorais as emissoras com sede em Porto Velho, em sua maioria, promoveram debates, espera-se que ainda aconteça dentro do prazo legal. Uma delas, a TV Candelária, já anunciou debate para o próximo dia 1º de outubro, quem sabe as demais sigam o exemplo.

Amigos, estamos a 16 dias das eleições.